Este livro está com sua edição esgotada, mas a tese do Tributo Único está pormenorizada na Parte II do livro Um Novo Brasil: O Despertar do Gigante Adormecido "em berço esplêndido". Ir para o Sumário da Parte II.
Que tal você viver num país onde não exista mais que um único tributo? Quer para as pessoas físicas, quer para as pessoas jurídicas. Você simplesmente varreria da memória siglas como IRPF, IRPJ, IPI, ICMS, ISS, PIS, Cofins, CIDE, IPVA, IPTU, ITR, ITBI... e todos os demais impostos, contribuições (incluídas as do INSS), taxas e encargos tributários federais, estaduais e municipais. E ainda estaria dispensado da declaração do Imposto de Renda e sua empresa livre dos complexos formulários declaratórios de impostos e outros tributos. E que esse único tributo fosse de apenas 10% sobre seus recebimentos. Certamente diria estar vivendo no melhor dos mundos.

Você sabe que isto é possível no Brasil, já a partir do próximo ano?

A presente proposta de Tributo Único materializa essa aspiração. E de modo muito simples. Para isto foi preciso apenas quebrar paradigmas e dizer o quê e como fazer em uma Reforma Tributária que seja ao mesmo tempo moderna, justa e eficaz. As soluções mais simples e eficazes sempre vieram depois, tornando obsoletas as concepções originais.

Isto ocorreu com os motores dos grandes aviões que foram substituídos pelas turbinas a jato; o fio convencional da rede telefônica, pela fibra ótica; o telefone sem fio, pelo celular; a válvula, pelo transistor; a corda do relógio, pelo quartz; a pilha da calculadora, pela bateria solar... E todo dia estão sendo substituídas velhas fórmulas, antigas verdades. É sempre assim quando se quebram paradigmas.

E o sistema tributário, que também é resultado da imaginação criativa do ser humano, não poderia ser exceção.

TRIBUTO ÚNICO,
uma nova concepção tributária.

 Trata-se de ter olhos de ver e cabeça de pensar.
                                          Roberto Campos

***

[ VOLTAR AO TOPO ]

[ VOLTAR À PÁGINA ANTERIOR ]

[ IR PARA O SITE UM NOVO BRASIL ]